Calendário de Eventos Membros
Página Sifu Restrito Membros AWCA Calendário de Eventos Florentino Mídia (Livro) Livro do Sifu Florentino Galeria de Fotos

Cantonês - Nomenclatura Wing Chun

Por Sifu Florentino

Você já deve ter se perguntado o porquê de tanta confusão na nomenclatura das técnicas e expressões usadas no Wing Chun, certo? Será que sabe o motivo?



Isto se dá devido ao simples fato da língua chinesa ser falada por meio de tons, ou seja, de acordo com o tom em que é pronunciada (do, re, mi, fá, etc.), uma mesma palavra passa a ter vários significado diferentes, e isto dificulta muito nossa compreensão e pronuncia, pois a língua portuguesa não trabalha com tons. Em nossa língua, as palavras têm tonalidades fixas. E como se já não bastasse, em nosso idioma, muitos fonemas chineses não são encontrados, o que significa que a boca chinesa produz sons que a boca brasileira não produz em nenhuma palavra, detalhe esse, que torna extremamente difícil reproduzir várias palavras da língua chinesa.

Isso tudo já é o suficiente para enlouquecer qualquer mestre na hora de tentar ensinar uma técnica com o nome certo, tanto que, mestres chineses nem perdem tempo com isso, e preferem utilizar a tradução em Inglês, que é uma língua comum.

Recordo-me bem de meu treinamento na china com mestre Duncan Leung, onde ele sempre dizia: “Pare de se preocupar com os nomes e preocupe-se em aprender a técnica. De nada adiantará perder seu tempo querendo pronunciar algo que sua boca verdadeiramente não conseguirá, a menos que sejas um estudante da língua, então, ao invés disso, dedique este tempo no aprimoramento de sua técnica, que isso sim, será o que salvará tua vida”.

Incrivelmente, os alunos não conseguem entender esse ponto e ficam muito entristecidos quando não recebem do professor a denominação correta de uma técnica ou expressão (mesmo eles não conseguindo pronunciar), o que em verdade, é algo preocupante, pois se a palavra não estiver na correta pronuncia, terá um significado totalmente diferente, que muitas vezes pode ser uma expressão ruim ou até mesmo uma palavra de baixo calão (palavrão), por exemplo:

Numero “quatro” = Sei3

Palavra  “morte”  = Sei2



Portanto, às vezes é melhor não falar do que falar errado ou falar algo ruim, ou ainda algo que simplesmente nenhum chinês entenderá. E a complicação não fica por aí... a coisa realmente piora quando tentamos colocar no papel a grafia destas palavras. É simplesmente impossível, na língua portuguesa, a escrita de certas palavras do idioma chinês, pelo fato de não termos a representação gráfica para vários dos fonemas chineses, e aqui, enfrentamos outro problema, pois vemos a utilização dos fonemas chineses na grafia inglesa, a qual consegue reproduzir melhor tais fonemas devido a sua similaridade fonética.

Mas, cadê o problema?

O problema é que muitos brasileiros não falam o idioma inglês, logo, além da confusão fonética, agora também há a confusão na pronuncia, onde vemos palavras como “Kung Fu” sendo pronunciadas “cungui fú”, onde o certo é “cun fu”, ou a palavra “bong” de “bong sau" que deve ser pronunciada “Poon”, mas, que muitos pronunciam como “bongui sau" , sem falar de palavras como “goek3” (pé/perna), que deve ser pronunciado como “gôu”, isto é, aqui temos  o mais aproximando na grafia portuguesa, porem ainda não está certo, pois, não temos a escrita correta para este fonema, uma vez que ele é feito com a garganta (sem mencionar, é claro, a colocação do tom exato).


O idioma é tão complicado que, até mesmo os chineses se confundem ou não entendem a escrita grafada no inglês. O próprio mestre Duncan Leung, quando perguntado sobre o significado exato do termo “Dai Gee” respondeu em seu forum que nunca tinha ouvido esta palavra, e por isso, não sabia o significado - “Please let him know that I never heard of the term "Dai Gee" before and don't know what that means” - Posted by SiFu Leung on 05/11/10 06:50 pm: 2005-2013 Applied Wing Chun® Messageboard


Para ajudar aos adeptos da língua chinesa, aqui vai uma pequena aula do dialeto cantonês, a língua mãe do Wing Chun:


Jyutping Cantonese


Na tentativa de se conseguir a ocidentalização na grafia das palavras chinesas, criou-se o método de fonemas Jyutping Cantonese, feito com os fonemas ingleses e uma numeração para cada tom, que no cantonês são nove, assim, para aprender a correta pronuncia das palavras, basta estudar o jyutping:

http://en.wikipedia.org/wiki/Jyutping



ALUNO / APRENDIZ / DISCÍPULO


- Se diz "aluno": pessoa que recebe instrução de um ou mais professores, em estabelecimento de ensino ou mediante aulas particulares. Na grafia Inglesa, o termo cantonês é "Hok Gee" (hok6 zi2 ). Pronúncia portuguesa aproximada: Ró Tìi;

- Se diz "aprendiz": pessoa que aprende um ofício ou profissão: ex: "aprendiz de marceneiro" - Em nosso caso, são os irmanados (camisetas verdes) que aprendem a arte de maneira mais aprofundada (com filosofia e cultura) e têm propósitos futuros de transmitir este conhecimento. Na grafia Inglesa, o termo cantonês é "To Dai" (tou4 tai5 徒弟). Pronuncia portuguesa aproximada: T'rrou Tai.

- Se diz "discípulo": pessoa que recebe disciplina ou instrução de mestre e a retransmite. Na grafia Inglesa, o termo cantonês é "Dai Gee" (tai5 zi2 ). Pronúncia portuguesa aproximada: Tai Tìi.

Somente quem ensina pode ser considerado um "Dai Gee". O "Si Hing/Ling" que NÃO ensina, não é um "Dai Gee"



Clique nos caracteres abaixo e ouça a correta pronuncia em Cantonês, com a escrita em Jyutping

Obs: Perceba que a combinação entre os caracteres formam as palavras apresentadas


Hok6 (aprendizagem, o conhecimento, a escola)


Zi2 (descendência, fruto, semente de, 1º ramo terrestre, criança)

Tou4 (aluno, seguidor, ir a pé)

Tai5 (irmão mais novo, júnior, eu, mim)

Hok.wav Gee.wav To.wav Dai.wav Hok.wav