Calendário de Eventos Membros
Página Sifu Restrito Membros AWCA Calendário de Eventos Florentino Mídia (Livro) Livro do Sifu Florentino Galeria de Fotos

Cultura Chinesa

Cerimônia do Chá

(Cerimônia de Integração a família AWCA)


De acordo com a história registrada, o chá é originário da China, conhecido desde o período da Dinastia Han (25-220DC).

Conforme é usado na cerimônia do chá de hoje, ainda não era conhecido naquela época. Todavia, o chá era muito precioso e embora usado principalmente como bebida, era considerado também, remédio.

O costume de beber "chá", gradativamente difundiu-se não só entre os sacerdotes Budistas, mas também no seio da classe superior. Assim desenvolvida, tornou-se algo mais que uma forma refinada de refresco. Seu objetivo e essência, dificilmente podem ser expressos por palavras, porem, a cerimônia simboliza a modéstia, a simplicidade, a hospitalidade e a generosidade.

As regras rigorosas da Cerimônia do Chá, que podem parecer meticulosas a primeira vista, na verdade, agradam aos iniciados que assistem sua execução, especialmente quando realizada por mestres experimentados.


A cerimônia

(cerca de uma hora)


– A primeira sessão.

Os convidados, reúnem-se no local de espera, não adentrando antecipadamente ao local do chá. O anfitrião comparece e os conduz pelo caminho ajardinado até o local do chá. Num determinado lugar do caminho, há uma bacia e um jarro cheio de água fresca, bem como, um livro de presença. Ali, cada convidado lê o cabeçalho da página de assinaturas e procede com a sua, fechando-o logo após assinar, a seguir, despeja um pouco de água na bacia e lava a boca e as mãos, então, despeja a sobra da bacia sobre as plantas, enxágua a bacia e novamente despeja sobre as plantas. Caso a água do jarro acabe, deverá reenchê-la para o próximo.

– A segunda sessão

Os convidados agacham para entrarem no local do chá, numa demonstração de humildade.

Ao entrarem no local, cada convidado senta-se frente aos artefatos, em círculo, demonstrando não haver superioridade entre os participantes.

 Em seguida, quando todos os convidados concluírem a admiração desses objetos, ao gesto do anfitrião, tomam seus assentos, com o principal convidado no lugar direito, mais próximo do anfitrião. Depois, o anfitrião e os convidados trocam cumprimentos,

– Gongo

Um gongo de metal na sala é tocado pelo anfitrião para assinalar o início da cerimônia. Os convidados aprumam o corpo e ouvem atentamente o som.


- O Início

O anfitrião limpa os recipientes com um guardanapo, fazendo o mesmo com os demais utensílios, então, prepara o chá. Na sequencia, serve o chá, faz um breve comentário sobre o propósito daquela cerimônia, e oferta o chá aos demais, põe a tigela na palma de sua mão esquerda, sustentando um dos lados dela com a mão direita. Depois de tomar um gole, sente o sabor e o ponto da bebida, em seguida, toma o gole de participação, limpa a beirada da tigela onde bebeu com um guardanapo de papel e passa a tigela para o convidado a sua esquerda que, comenta de suas próprias palavras, suas intenções de honrar e auxiliar os membros ali presentes, então, bebe um gole e limpa a tigela tal como o fez o anfitrião. A tigela é passada para o terceiro convidado, que faz seus comentários e assim, sucessivamente, até que o convidado principal beba do chá. Após beber, este entrega a tigela ao anfitrião.


Ao final, o anfitrião agradece a presença de todos que, levantam-se e o auxiliam na retirada dos objetos e acomodação na bolsa ou caixa de transporte, e todos se despendem com muita alegria.